Lareiras a lenha

Vamos falar um pouco mais sobre lareiras tradicionais, que fazem uso de lenha e combinam com ambientes amplos, pois requerem espaço para colocar o duto de exaustão e a coifa (responsáveis por eliminar fumaça e fuligem), além de um local para armazenar a lenha.
Quem quiser investir nelas deve ficar atento a alguns detalhes para evitar erros e arrependimentos.
Geralmente, a lareira fica na sala de estar ou na sala íntima, por serem locais de reunião ou recepção de pessoas. Deve-se evitar locais de muita circulação de ar. Mas, o maior problema de uma lareira é a má qualidade do material ou mal projetada, pois pode haver retorno de fumaça ou aquecimento insuficiente. 
Para construir uma lareira poderá ser contratado um pedreiro e ser feita toda a alvenaria ou comprar um modelo pré-fabricado e após a montagem fazer o acabamento externo com tijolo à vista, pedra, textura, grafiato, gesso, madeira, granito, mármore, etc. A lareira à lenha necessita de revestimento interno de tijolo refratário.
Kits pré-moldados bem projetados e de material de qualidade, garantem 100% o bom funcionamento da lareira, pois a lareira deve aquecer o ambiente adequadamente, e não retornar fumaça.
Uma outra opção são as lareiras metálicas, confeccionadas em aço carbono, que podem ser instaladas sobre qualquer tipo de piso, pois já trazem isolamento térmico.
A grande vantagem dessas lareiras é o aquecimento, pois aquece 3 vezes mais que uma de alvenaria. Outra grande vantagem é que em um dia ela está em pleno funcionamento, não é necessário encarar uma obra em sua casa, caso a mesma já esteja acabada.
Existe uma imensa variedade de lareiras metálicas: em latão ou cobre chileno (liso, martelado ou corrugado), com madeira de lei circundado a base e a coifa, com porta lenha acoplado, com granito circundando a base, etc.